fbpx

Municípios da 15ª RS vão receber o capacete de oxigenação desenvolvido pela UEM

Saúde por Letícia Tristão em 31/03/2021 – 17:40

 

O HU já doou 110 capacetes de oxigenação para mais de 20 municípios da região e de outros estados. Agora, o equipamento pode ser usado sem a necessidade de um ventilador, um avanço que pode beneficiar ainda mais pacientes. 
O capacete de oxigenação foi desenvolvido pela UEM no ano passado, desde então tem sido usado em pacientes do Hospital Universitário e de outras cidades que solicitaram o equipamento.
É um aparelho inovador, que contribui para a recuperação de pacientes com Covid-19 que apresentam quadros de gravidade moderada, aqueles que precisam de oxigênio, mas ainda não precisam de entubação. De acordo com os últimos dados do departamento, de 120 pacientes que utilizaram o equipamento, 60% não precisaram de entubação
Até esta quarta-feira (31), a UEM já havia doado 110 capacetes para mais de 20 cidades da região de Maringá e também de São Paulo. E a procura dos municípios continua grande. O capacete foi adaptado por professores do curso de física da UEM, com orientação do professor do departamento de medicina Edson Arpini. Segundo o ele, a principal vantagem do capacete de oxigênio é que ele não é invasivo e tem apresentado bons resultados, além de demonstrar a importância da pesquisa nas universidades.
Para conseguir fabricar os aparelhos por um valor menor de mercado, as doações por meio da Associação dos Amigos do Hospital Universitário (AAHU) auxiliam na confecção dos capacetes, o que permite as doações. Segundo o professor, a partir da próxima semana, todos os municípios que integram a 15ª Regional de Saúde vão receber o capacete.
O professor celebra um avanço no projeto. Agora, há um sistema para utilização do equipamento sem um ventilador, o que vai beneficiar mais pacientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LOGIN
L