fbpx

Projetos dos cursos de Engenharia da Universidade Positivo para o Copel+

O Copel+ é um programa idealizado pela Copel Distribuição S.A. com a finalidade de busca de novos negócios e otimização de processos no setor elétrico, tudo isso por meio do desenvolvimento de parcerias com startups. O programa possui três principais fases: concepção, desenvolvimento e aceleração.

A fase de concepção durou três meses e reuniu cerca de 250 equipes em uma plataforma on-line fornecida pelo programa, em que as equipes puderam realizar atividades que proporcionavam o desenvolvimento de experimentos com modelo de negócios no setor elétrico. Essa fase terminou no dia 26 de julho com a seleção das duas melhores equipes.

Na fase desenvolvimento, que acontece até outubro, as equipes selecionadas se uniram a outras duas equipes provindas do programa Pibiti. Nessa fase as equipes  desenvolverão suas startups via conteúdo on-line sobre modelagem de negócios, videoconfências com mentores do programa e oficinas presenciais elaboradas pela aceleradora de startups HotMilk.

Na fase de aceleração serão disponibilizadas vagas para cinco equipes, sendo três oriundas de outro edital da Copel e duas oriundas da fase de desenvolvimento. As equipes selecionadas serão incubadas e aceleradas nessa fase por um período de seis meses, quando será disponibilizado também um posto de trabalho na Copel.

Ao final do programa, a Copel  selecionará startups que possam se beneficiar de projetos de pesquisa nos moldes do programa P&D Aneel. Para essas startups será apresentada a forma de acesso a fundo de pesquisa e desenvolvimento, sendo que a Copel disponibilizará o valor total de até R$10.000.000,00 (dez milhões de reais) como alternativa para startups com potencial de se beneficiar dos recursos do programa P&D Aneel.

O projeto desenvolvido por egressos do curso de Engenharia Bioprocessos e Biotecnologia da UP, denominado  “Projeto de produção de biocombustíveis a partir de óleo residual, voltado principalmente para produção de energia elétrica”, ficou entre os dez finalistas. O projeto foi iniciado durante o trabalho de conclusão de curso (TCC) dos alunos, que posteriormente adaptaram e inscreveram o projeto no programa Copel+. A ideia principal é fornecer um combustível ideal a termoelétricas para que a queima do combustível não tenha impacto negativo ao meio ambiente nem ao bolso dos consumidores. Também seria possível fornecer combustível para as empresas que operam com uso de geradores de energia a base de diesel, o qual seria substituído por biodiesel.

Fonte: UP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LOGIN
L