16 de agosto de 2018

REDIN

A Rede de Disseminação de Inovação e Propriedade Intelectual (REDIN), fruto da parceria entre Universidade Federal do Paraná e outras instituições de ensino, firmado em abril entre universidades públicas e privadas e institutos de ensino e de pesquisa, a parceria criou uma rede destinada ao desenvolvimento da ciência, da inovação, da tecnologia e da cultura.

Assinaram o protocolo de intenções os reitores da UFPR, Ricardo Marcelo Fonseca, da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), Waldemiro Gremski, da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), Carlos Luciano Sant´Ana Vargas, e do Instituto Federal do Paraná (IFPR), Odacir Antonio Zanatta. E, ainda, o diretor de Desenvolvimento Tecnológico do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), Reginaldo Joaquim de Souza. Posteriormente, as demais universidades estaduais serão integradas ao projeto.

Relevância da rede

O reitor da UFPR, Ricardo Marcelo Fonseca, destacou o modelo de parceria estabelecido entre as universidades, no qual os Governos Federal e Estadual, as universidades e a sociedade atuam em sinergia para gerar inovação e o desenvolvimento tecnológico e econômico.

“Esta parceria tem dupla importância. De um lado, é fundamental que consigamos estabelecer, de fato, uma rede de integração entre universidades e institutos importantes porque trabalhar em rede em um momento como este do País é estratégico. Mas a parceria também é importante devido ao que a UFPR pretende com a Redin: incrementar a participação da Universidade, que é protagonista na produção da ciência e da tecnologia, também no âmbito da inovação – um complemento necessário e importante que a UFPR tem que oferecer neste momento”, avaliou.

Disseminação do conhecimento

O coordenador de Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia da Agência de Inovação UFPR, Alexandre Moraes, disse que a parceira surgiu da necessidade de haver a interação entre os núcleos de inovação tecnológica para o desenvolvimento de ações voltadas à disseminação da cultura da propriedade intelectual, da inovação e do empreendedorismo. “Vamos fazer eventos conjuntos e cursos de capacitação para potencializar as ações de cada uma destas instituições”, explicou.

A partir de agora, para cada ação que as instituições fizerem em conjunto, será criado um projeto específico. “O interessante é que esta rede será colocada à disposição do Estado para parcerias inclusive na realização de eventos específicos em Curitiba e no Interior do Estado, bem como na formação de parcerias com outras instituições, como o Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI), a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e a Agência Brasileira de Inteligências (ABI)”.

O diretor da Agência de Inovação do IFPR, Gutemberg Ribeiro, também elogiou a iniciativa. “É uma aliança importante porque traz a grande possibilidade de firmarmos parcerias e alavancarmos resultados sobretudo no que diz respeito à inovação, ao empreendedorismo e à transferência de tecnologia”, avaliou.

Fonte: UFPR