fbpx

UEL e UEM estão entre as universidades mais sustentáveis do mundo

A Universidade Estadual de Londrina (UEL) e a Universidade Estadual de Maringá (UEM) estão entre as instituições de ensino superior mais sustentáveis do mundo, segundo o UI GreenMetric World University Ranking 2020. Elaborado anualmente pela GreenMetric, uma rede global de universidades voltada à sustentabilidade ambiental, o ranking foi publicado em dezembro.

O superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Bona, destaca as ações das universidades estaduais que desenvolvem atividades de ensino, pesquisa e extensão, seguindo os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), propostos pela Organização das Nações Unidas (ONU). “As universidades desenvolvem vários projetos voltados à conservação e preservação de ecossistemas, a fim de racionalizar o consumo de recursos naturais, para diversificar o uso das fontes, entre elas as de energia renovável”, diz ele.

A UEL ocupou a posição global 530 e a UEM a posição 537. São as únicas instituições públicas do Paraná a figurar na lista mundial, demonstrando as boas práticas de sustentabilidade ambiental empreendidas por ambas.

Considerando somente o território brasileiro, as duas universidades estão em 27º e 28º lugar, na mesma ordem. Já na América Latina, a UEL está na 74ª colocação e a UEM na 75ª posição do ranking.

Nesta edição, foram avaliadas 912 instituições, sendo 38 brasileiras. Nos critérios de avaliação, o ranking considerou seis indicadores: áreas verdes; consumo de energia; gestão de resíduos; tratamento de água; mobilidade; e educação ambiental. Esses aspectos têm impacto direto na redução da emissão de gases de efeito estufa e na diminuição do aquecimento global.

Para os dirigentes das universidades estaduais, a sustentabilidade ambiental é uma questão que começa a ser amplamente debatida na comunidade universitária, aliada à necessidade de inovação, e um dos principais valores propiciados é a Responsabilidade Socioambiental.

De forma unânime, eles enfatizam a necessidade de promover mudança cultural com os princípios da sustentabilidade no meio acadêmico e científico.

“Esse resultado reflete o compromisso da Universidade com a sustentabilidade e a busca de alternativas para alcançarmos tal objetivo”, destaca o reitor da UEL, professor Sérgio Carlos de Carvalho. “A universidade está empenhada em promover a sustentabilidade em diferentes frentes, dentro e fora de seus campi, em atividades lideradas pelos departamentos acadêmicos e administrativos”, acrescenta o vice-reitor da UEM, professor Ricardo Dias Silva.

RANKING – Criado em 2010, pela Universidade da Indonésia (UI), o UI GreenMetric World University Ranking tem como objetivo mensurar ações que tornam os campi universitários mais sustentáveis, do ponto de vista ambiental, classificando as instituições, de acordo com as melhores práticas e programas desenvolvidos.

Clique aqui para consultar o ranking de 2020.

A Universidade Estadual de Londrina (UEL) e a Universidade Estadual de Maringá (UEM) estão entre as instituições de ensino superior mais sustentáveis do mundo, segundo o UI GreenMetric World University Ranking 2020. Elaborado anualmente pela GreenMetric, uma rede global de universidades voltada à sustentabilidade ambiental, o ranking foi publicado no dia 7 de dezembro. Na foto, Usina Fotovoltaica da UEM  -  Foto: Divulgação UEM/SETI

 Acesse a galeria de fotos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LOGIN
L